Cientistas americanos testaram com sucesso um motor de aeronave fabricado pela impressão 3D.

A partir dos dados fornecidos pela empresa “General Electric”, devido à conclusão bem-sucedida do trabalho sobre o desenvolvimento de um motor de aeronave turboélice impresso com tecnologia 3D, foi feita uma tentativa para testá-lo. Como resultado dos testes realizados, os especialistas não conseguiram detectar desvios das normas estabelecidas no funcionamento da usina de turbopropulsores, o que significa que os fundos investidos no desenvolvimento de tal técnica foram totalmente justificados.

O motor da aeronave ATP (Advanced Turboprop – ed.) Consiste em peças individuais 855, mas graças à tecnologia de impressão 3D, a instalação foi possível apenas a partir de blocos individuais 12. Entre as vantagens, os especialistas identificam o peso do motor reduzido pelo quilograma 45, no entanto, se a instalação é tão confiável quanto o motor original, até agora é desconhecida.