Um lançador de satélite 3D imprimível, vencedor do Desafio de Design da Estação Espacial Internacional (ISS) do ano passado, foi impresso em 3D no espaço. O dispositivo foi projetado pelo engenheiro californiano Andy Filo e selecionado para o grande prêmio por Mouser Electronics Inc. e MythBusters.

Em novembro, houve um concurso que incentivou os fabricantes de todo o mundo a criarem ferramentas 3D imprimíveis que poderiam ser usadas pelos astronautas no espaço, resultado do ISS Design Challenge. O eventual vencedor da competição, que faz parte do programa Empowering Innovation Together, foi o engenheiro californiano Andy Filo, cujo minúsculo lançador de satélites 3D impresso estreitou e ofuscou outros projetos.

A empresa de eletrônicos Mouser Electronics e o engenheiro celebridade, Grant Imahara, os dois principais responsáveis ​​pelo ISS Design Challenge, anunciaram que o lançador de satélite 3D de Filo foi impresso em 3D no espaço. Eles relatam que o dispositivo está agora em órbita e poderia algum dia ser usado por astronautas para uma variedade de missões.

O lançador de satélite 3D impresso permite aos astronautas lançar minúsculos satélites, com até 100 gramas, “femtosatélites” (femto é o prefixo usado no Sistema Internacional de Unidades que significa qualquer unidade multiplicada por dez elevado a décima quinta potência negativa, ou seja, muito pequeno) em condições de gravidade zero. Estes femtosatélites podem ser usados ​​para estudar o ambiente da Terra, monitorar desastres terrestres, e até mesmo voar em formação para criar uma antena gigante. O design de Filo foi escolhido de 242 opções, após o que foi transmitido para a ISS como um arquivo 3D imprimível.

O lançador de satélite 3D de Filo é um dispositivo simples que utiliza a antena de um satélite como mecanismo de lançamento. Vários satélites podem ser armazenados em slots dentro do lançador, com pinos especiais usados ​​para manter sua antena comprimida no lugar. Quando um desses pinos é removido, a antena do satélite funciona como uma mola desenrolada, impulsionando o satélite para fora em órbita. O lançador funciona assim como uma espécie de “nave mãe” para os femtosatélites.

O vídeo abaixo, em inglês, mostra o engenheiro Grant Imahara demonstrando mais detalhes do projeto.

Observação: é possível gerar legendas em inglês e logo depois legendas de tradução automática em português, para quem é pouco familiarizado com a língua.

Fonte: 3ders.org

Você é apaixonado por tecnologia, impressão 3D e gosta de ficar atualizado sempre? Não perca seu tempo e acesse todas as notícias no nosso portal, curta nossa página no Facebook e nos siga no Twitter para receber todas as novidades em primeira mão. E compartilhe para aumentar a força do nosso portal.