Pesquisadores da Wayne State University em Detroit desenvolveram um método de impressão 3D para criar vasos sanguíneos personalizáveis. O “método de empilhamento do anel” poderia levar a novas e melhores formas de tratamento da doença arterial coronariana.

Em todo o mundo, a doença cardíaca é a principal causa de morte para homens e mulheres. Compreensivelmente, então, o desenvolvimento de tratamentos e medidas preventivas para combater a doença cardíaca é uma prioridade para os cientistas, e praticamente não há restrições sobre como esses cientistas tentam atingir esses objetivos. Uma nova técnica médica desenvolvida na Wayne State University de Detroit, por exemplo, tenta combater a doença cardíaca de uma maneira nova e incomum: com uma impressora 3D.

Uma equipe de pesquisa liderada por Mai Lam, Ph.D. Desenvolveu uma maneira de projetar enxertos vasculares escaláveis ​​e personalizáveis ​​usando uma impressora 3D, um avanço que poderia levar a novas e melhores formas de tratamento da doença arterial coronariana. Dr. Lam é professor assistente no Departamento de Engenharia Biomédica da Universidade Estatal Wayne e do Instituto de Pesquisa Cardiovascular da WSU School of Medicine.

A doença arterial coronariana ocorre quando a placa se acumula dentro das artérias coronárias, enfraquecendo o músculo cardíaco ao longo do tempo e potencialmente levando à insuficiência cardíaca e arritmias. Um dos tratamentos mais populares para a doença envolve a colheita dos vasos sanguíneos de um paciente para cirurgia de ponte de safena. Esta técnica, no entanto, tem suas falhas. Por um lado, a identificação de que um paciente pode precisar dessa cirurgia vem com a implicação óbvia de que o paciente já está doente, e isso significa que seus vasos sanguíneos muitas vezes não são viáveis ​​para a colheita. E mesmo quando estão, o local do doador causa frequentemente o dano adicional, e pode também conduzir à infecção.

Lam e sua equipe desenvolveram um novo método de impressão 3D que supostamente permite a criação de novos vasos sanguíneos saudáveis ​​que poderiam ser usados ​​para tratar com segurança doenças cardíacas. A técnica, que foi apelidado de “Ring Stacking Method”, permitiria aos profissionais médicos criar enxertos em uma variedade de tamanhos ao longo de um período de apenas duas a três semanas.

A técnica obtém seu nome pela forma como os enxertos são montados. No método de empilhamento de anéis, podem ser criados anéis de tecido do tipo de célula desejado usando duas “guias” impressas em 3D: postes de centro impressos em 3D, que controlam o diâmetro do lúmen (o orifício no centro do anel) e que determinam a espessura da parede do vaso (a espessura do próprio anel). O tecido então se forma em anéis de acordo com as guias impressas em 3D, e estes anéis podem ser empilhados para criar uma construção tubular, imitando a forma natural de um vaso sanguíneo.

Os pesquisadores usaram uma impressora MakerBot Replicator Mini 3D para criar as guias impressas em 3D, depois de projetar os modelos 3D para eles no Blender. Os guias foram então impressos 3D em PLA, antes de serem embebidos durante 30 minutos numa solução de etanol para torná-los estéreis.

“O método de engenharia vascular enxertos que a minha equipe de investigação em Wayne State University desenvolveu pode levar a uma profunda diferença na forma como a doença coronária é tratada”, disse Lam. “À luz do potencial impacto que este método pode ter no tratamento de uma causa global de morte, decidimos publicar a nossa experiência no JoVE Video Journal para que os clínicos de todo o mundo tenham acesso a uma demonstração em vídeo detalhando como replicar esta técnica importante . ”

O JoVE Video Journal, onde Lam e sua equipe publicaram suas pesquisas, é o primeiro jornal de vídeo científico revisado.

Fonte: 3ders.org

Você é apaixonado por tecnologia, impressão 3D e gosta de ficar atualizado sempre? Não perca seu tempo e acesse todas as notícias no nosso portal, curta nossa página no Facebook e nos siga no Twitter para receber todas as novidades em primeira mão. E compartilhe para aumentar a força do nosso portal.