Esta tecnologia ainda não domina em casos médicos reais, mas os pesquisadores acreditam que as impressoras 3D vão ser de extrema importância para fabricação de tecidos artificiais e implantes no futuro.

coracao-em-3d

(Foto: Academia médica)

O primeiro hospital a integrar um departamento de impressão 3D medicinal, será na Austrália.

A universidade de Tecnologia de Queensland abrirá um espaço de dois andares inteiros do “Brisbane General Hospital” para que os médicos e pesquisadores possam moldar e imprimir tecidos humanos artificiais.

“Acreditamos que o “fabrico biológico” vai abrir caminho à implementação de impressoras 3D nas salas de operações, prontas a imprimir tecido assim que precisarmos”, disse o ministro da saúde australiano, Cameron Dick.

 

coracao-3d

(Foto: BBC)

A professora Mia Woodruff, que está envolvida neste projeto disse que muitos dos implantes que a universidade desenvolverá, poderão ser transplantados para pacientes e à medida que o tecido voltará a crescer, não será rejeitado pelo organismo, mas absorvido. Não será necessário o implante metálico, com a tecnologia de ponta poderá ser criado um molde que dissolve assim que o corpo sara.

Saiba mais:

http://tek.sapo.pt/noticias/computadores/artigo/hospital_australiano_vai_ser_equipado_com_um_departamento_medico_de_impressao_3d-49739dnm.html