Tecnologia ampliou a qualidade de projeto da empresa e reduziu o tempo de confecção dos protótipos.

Reconhecida pela liderança de mercado na fabricação de válvulas e sistemas de descarga há 80 anos, a Hydra, empresa do grupo Duratex que no último ano uniu-se à marca Thermosystem, desejava reduzir o tempo de confecção dos seus projetos. Para ajudar nesta missão, a engenharia da empresa passou a contar com o apoio da impressora 3D Stratasys Objet 30 PRO, fornecida pela SKA. A novidade resultou em um ganho de dois meses no ciclo de desenvolvimento de produto da empresa. “Nos primeiros meses com a impressora, já foi possível confeccionar três protótipos completos em um prazo de 36 horas cada”, destaca o gerente de P&D e Engenharia Industrial, Líbni da Silva.

Impressora Objet 30 Pro

A capacidade do sistema da Objet 30 PRO de imprimir com materiais transparentes tem sido essencial para a compreensão didática de como funcionam os novos produtos da Hydra. Isso porque a impressão aproxima-se das resinas translúcidas e é possível fazer um protótipo real e mais completo do produto, permitindo simulação da interação de iluminação em painéis e etiquetas, o que acelera o desenvolvimento. “Com a impressão em material transparente, a equipe visualiza peças funcionais expostas a temperaturas, pressões e outras variáveis importantes que são monitoradas nos produtos durante o processo de desenvolvimento e fabricação”, conta o gerente.

 

Além da tecnologia de impressão 3D, a Hydra também utiliza o software CAD 3D SolidWorks para desenvolver seus projetos. A integração entre o software e a impressora possibilita testar os protótipos em situações reais, simulando e antecipando como seria o comportamento dos componentes injetados. Isso garante que o projeto fique mais assertivo em termos de materiais e solicitações mecânicas. Antes de incorporar esta tecnologia, a empresa utilizava prestadores de serviço de impressão que não tinham preocupação com a parte funcional do produto, o que acarretava no retrabalho para a montagem dos protótipos. “Agora é possível usar o produto antes de fabricar os ferramentais e fazer os ajustes necessários ainda no protótipo. Para nós, isso significa um salto quântico em qualidade de projeto”, afirma Líbni.  A Hydra utiliza a impressora 3D para a confecção de protótipos em todas as fases de projeto do produto, passando pelo protótipo de design até testes funcionais para aprovação final do projeto.

injeção e impressão