Motorola está se preparando para lançar uma plataforma de tecnologia móvel inovadora, aliando elementos de impressão 3D e dados abertos para a customização de hardware em seus aparelhos.

Para isso, a fabricante assinou um acordo com a 3D Systems, empresa que criou a primeira impressora 3D nos anos 80, para desenvolver a aplicação e agregá-la ao seu Projeto Ara, uma espécie de ecossistema open source de hardware para dispositivos Android.

Segundo destaca o IDGNow, o plano com o Ara é desenvolver telefones modulares que permitiriam aos usuários produzir e combinar diferentes peças de hardware, como num jogo de montar.

De acordo com a fabricante, os usuários poderão modificar seus telefones através de módulos plug-in, feitos via impressão 3D. Os componentes podem ser desde baterias até displays, entre outras peças.

Em sua parte do acordo, a 3D Systems terá a tarefa de criar uma plataforma de produção integrada de alta velocidade que poderá utilizar como matéria prima de impressão diferentes materiais, tanto condutores quando funcionais.

Conforme o sucesso no desenvolvimento, a 3D poderá ser parceira exclusiva da Motorola na empreitada na parte de impressão 3D de componentes.

Na ponta final, a do consumidor do Projeto Ara, a Motorola já conta com a rede norte-americana Staples. Especializada em materiais de escritório, a varejista poderá receber encomendas online de partes customizadas de equipamentos.