A arma, chamada de Liberator, é fabricada em 16 partes, sendo que 15 foram feitas com ajuda da impressora 3

Gun_Liberator-20130506135021

 

A empresa Defense Distributed publicou um vídeo onde mostra os testes dos primeiros disparos realizados pela primeira arma de fogo feita em impressora 3D.

A empresa realizou diversos testes com o protótipo, chamado de Liberator, como o gatilho sendo acionado à distância com ajuda de cordas, antes de permitir as avaliações com pessoas segurando o dispositivo.
Os testes foram documentados pela revista Forbes, que afirmou não ter presenciado nenhum tipo de incidente com o disparo da arma. O fundador da Defense Distributed, Cody Wilson, obteve o primeiro resultado positivo do teste com o disparo sendo feito pessoalmente.

O teste com o disparo da arma aparece somente no início do vídeo (veja abaixo).

A Liberator é fabricada em 16 partes, sendo que 15 delas foram elaboradas com a ajuda da impressora 3D Stratasys. A outra parte é feita em metal não funcional para que a arma cumprisse a Lei de Armas de Fogo dos Estados Unidos.

Além disso, a empresa também liberou em seu site o download dos arquivos para quem estiver interessado em imprimir uma arma em 3D.

“Reconheço que ela pode ser usada para machucar as pessoas. Isto é o que ela é: uma arma. Mas não acredito que isto seja um motivo para não disponibilizá-la. Penso que a liberdade, no final, é o interesse maior”, disse Wilson a Forbes.